Justin Bieber e sua jornada de fé.

O cantor canadense Justin Bieber em uma entrevista profunda disse:  “Eu amo a Jesus, ele é a minha salvação. Quero compartilhar o que estou passando e o que estou sentindo, e acho que não deve ser desprezado”.

Justin Bieber é famoso em todo o mundo desde a adolescência. Com milhões de discos vendidos e mais de 60 milhões de fãs no Twitter, o cantor canadense está na lista das “100 pessoas mais influentes na internet” da revista Times, próximo a Obama ou Beyoncé.

Apesar de seu grande sucesso, a carreira de Bieber foi ameaçada por causa de seus problemas com drogas e álcool, o que o levou à prisão em 2012.

Mas parece que o cantor de 21 anos está mudando seus hábitos e comportamentos. Como ele disse em uma entrevista ao British Magazine Complex :

“Eu esqueci o que eu era, o que minha mãe me ensinou a ser. Eu me desviei e fiquei maculado.

“Eu entrei na indústria da música aos 13 anos. Eu estava tentando confiar nas pessoas e elas quebrariam meu coração aos 15 anos. Então comecei a fazer minhas próprias coisas. Eu entrei um pouco em dificuldade – nada que outros na faixa de 20 anos não entram – apenas se rebelando um pouco.

Agora, com 21 anos, estou me envolvendo com algumas pessoas bem legais, que não têm medo de me dizer o que é real ”, explicou.

Justin Bieber frequenta regularmente a igreja de Hillsong New York e foi batizado em junho de 2014.

” Eu tenho que me enraizar em Deus”.

Quando perguntado sobre o que o amor significa para ele, ele diz:

“O amor é uma escolha. O amor não é um sentimento. As pessoas fizeram parecer nos filmes que é um conto de fadas. Não é isso que o amor é.

Eu não posso me apoiar nas pessoas. Eu tenho que me apoiar em Deus. Eu vou confiar nele através de todas as minhas situações.

Então, esperançosamente, meus outros relacionamentos florescerão ao meu redor “, Acrescenta.

Bieber fala sobre aqueles que tentam alcançá-lo apenas por causa de sua popularidade.

“Se eu puder amar você e saber que não sou quem eu sou porque você está sendo legal comigo, mas que eu amo você e eu acho que você é uma pessoa incrível, mas você é tão quebrado quanto eu por dentro”.

Bieber reconhece que ele estava cansado de colocar uma máscara em shows para o povo. Agora está tudo bem, porque ele pode ​​confiar que Deus tem isso sob controle.

” Eu amo falar sobre a minha fé, minha fé me levou a onde estou. Minha fé me trouxe para outro nível.

Adoro falar da minha fé.

Eu não sou religioso. Eu, pessoalmente amo a Jesus e essa é a minha salvação.

Quero compartilhar o que estou passando e o que estou sentindo, e acho que não deveria ser desprezado.

Eu não quero enfiar isso na garganta de ninguém. Eu só quero honestamente viver como Jesus ” Comenta.

JESUS ​​É O MAIOR CURADOR

“O que Jesus fez quando veio à cruz era basicamente nos dizer:  “você não precisa sentir nada disso”. Poderíamos tirar todas as nossas inseguranças, poderíamos tirar toda a mágoa, toda a dor, todo o sofrimento. medo, todo o trauma. Isso não precisa estar lá ”, argumenta Justin.

“Então toda essa cura que você está tentando fazer, é desnecessária. Nós temos o maior curador de todos e seu nome é Jesus Cristo. E ele realmente cura”.

RELACIONAMENTO COM JESUS ​​VS. RELIGIÃO

Bieber faz uma distinção entre religião e um relacionamento pessoal com Jesus.

“A coisa toda com religião é que você se apresenta como santo e traz suas ofertas para que Deus possa abençoá-lo, quando todo o objetivo do relacionamento deve ser: Não, eu vou fazer isso porque ele me ama.

Eu vou fazer isso porque ele é incrível e não porque eu preciso, mas porque eu quero”.

O cantor acredita que essa forma de religião do toma lá da cá é que vem expulsando as pessoas.

Não é uma ‘obrigação’ Deve ser como um relacionamento pessoal. Como: Eu te amo porque você me amou primeiro.

E ele continua: “Se pudermos entender que somos todos imperfeitos, vamos a Deus e vamos em busca de ajuda. Você não é fraco fazendo isso. Ir a igreja não faz de você um cristão . É um relacionamento” .  Argumenta Bieber.

UMA CONFIANÇA DE DEUS

Quando o repórter pergunta se a fé dele faz com que ele se sinta invencível, como costumava dizer no passado, Justin responde:

“Eu me sinto invencível, nada é maior que Deus. Se Deus é por mim, quem pode ser contra mim?  Isso me ajudou em muitas situações em que me sinto julgado. Isso lhe dá confiança e você pode se comportar de uma maneira legal, mas não arrogante. É uma confiança piedosa ” Conclui ele.

Comentem e Compartilhem.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.

Consulte mais informação