Dilma diz que irá processar Malafaia por relacionar agressor de Bolsonaro ao PT

Pastor compartilhou informação inverídica, segundo Dilma, sobre relação de Adelio Oliveira com a campanha da ex-presidente ao Senado.

A ex-presidente e candidata ao Senado em Minas Gerais Dilma Rousseff (PT) afirmou no Twitter que irá processar o pastor Silas Malafaia por declaração dada nesta sexta-feira (7) em relação ao ataque contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL).

Silas Malafaia escreveu na rede social que o “criminoso q tentou matar Bolsonaro, é militante do PT e assessora a campanha de Dilma ao Senado em Minas”. Adelio Bispo de Oliveira. Porém até agora não se pode comprovar qualquer relação com o partido.

Veja os Twites:

Em outra postagem, Silas Malafaia disse que “tem mais gente envolvida nesse crime contra Bolsonaro” e que “a verdade virá à tona”. Com a repercussão do primeiro texto, o pastor questionou se a “petralhada e os esquerdopatas estão nervosos” e sugeriu que tomassem “um Rivotril q acalma”.

Logo depois, a assessoria de imprensa da petista se manifestou no perfil oficial da ex-presidente e candidata ao Senado assegurando que a “campanha de Dilma Rousseff está entrando com processo por injúria, calúnia e difamação contra o senhor Malafaia”.

O agressor do candidato do PSL à presidência da República foi indiciado pela Polícia Federal com base na Lei de Segurança Nacional, que prevê penas para crimes por motivação política.

 

Siga e goste de nós:
error

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *